31 de dez de 2010

E o ano termina...

Nesse exato momento, os quatro módulos do sofá daqui de casa estão de pernas para o ar. Literalmente. Talvez esse seja o símbolo dos dias que estão por vir.

Sim, muita reforma à vista. Mas é o que desejávamos para 2011 e estamos prontos para embarcar nessa jornada. Imprevistos ocorrerão, atrasos também - farão parte desse processo complexo que é transformar um lar.

Todo mundo tem alguma experiência para compartilhar. A mãe que arrancou o carpete, o pai que trocou todos os armários, o irmão que planejou um closet, a tia que preferiu trocar de apartamento. E por aí vai.

Então, nessas derradeiras horas de 2010, gostaria de agradecer quem por aqui passou e pitacou sobre tudo. Isso foi determinante para não perdemos o fôlego e continuar planejando as coisas enquanto o apartamento da praia não despertava o interesse de compradores.

Agora, mãos à obra. E a cada parede derrubada, piso colocado, móvel instalado, vamos narrando aqui a evolução da Reforma no Apê 211. E o número do apartamento combina bem com o ano novo que já bate na porta e espia pelo olho mágico.

Uma grande passagem a todos!

29 de dez de 2010

Móveis Planejados - A Missão

Estamos aproveitando esses dias de folga para fazer alguns orçamentos, entre eles os móveis planejados. Tá aí uma tarefa dificil para os leigos... é uma história de madeira sei lá o quê, MDF, MDP, aglomerado... aaaaaiiii!! Cada loja que a gente entrou falou em um material, e sempre falam que é ótimo!

Tá legal, mas afinal o que é ótimo para o nosso apê?

Todos os nossos móveis são de madeira maciça, é duro deixar eles de lado e migrar para móveis feitos com paineis de MDF, MDP etc... mas os nossos já estão com um estilo ultrapassado e não combinam com a gente. Apesar que madeira é sempre muito melhor...

MDF significa medium density fiberboard ou em português painel de fibras de média densidade. É uma chapa plana e homogênea, com grande resistência. Ele é feito com a prensagem de fibras de madeira e aglutinadas com resina sintética. O material pode ser revestido com diversos tipos de lâminas, textura, pinturas...


O MDP também é painel de média densidade, mas é feito de partículas de madeira e não permitem usinagens de baixo relevo, entalhes ou cantos arredondados. Suas principais aplicações são em materiais retos, como portas e gavetas.


E o aglomerado é formado por resíduos de madeira (como pó e serragem), com resina e cola. Tudo é prensado e se transforma em painel de madeira. O problema é que a vida útil é bem inferior e a resistência também - normalmente não usam nem pregos e parafusos para evitar fissuras.




Nós fizemos orçamentos de móveis de MDF e de MDP, mas ainda não passaram os valores para a gente - por ser um projeto grande leva tempo. Estamos bem inclinados a fechar de MDF, só não faremos isso se a diferença de preço for gigante. Aí vamos ter que colocar na balança um monte de coisas para poder decidir.

Vamos à fonte: pesquisei bastante na sobre o assunto e acabei achando uma boa explicação no http://Thekamaria.blogspot.com. Foi lá que tirei as principais informações que estão nesse post, inclusive as fotos.

23 de dez de 2010

O que é natal?

Vamos começar essa história bem do comecinho, em tópicos para não ficar grande demais.
Meu avô Duílio nasceu em Santos.

Ele trabalhou por mais de 45 anos na Tognato.
1982 minha mãe casou.
1982 minha mãe engravidou de mim.
1982 meu avô se aposentou.
1982 meu avô achou que tinha que trocar o apê da praia por um maior, já que a família estava crescendo. E trocou.
1983 eu nasci.
1985 minha mãe se separou.
2004 minha mãe morreu.
2006 meu avô morreu.
2008 eu e o Fabinho resolvemos ter um nenê.
2009 minha filha nasceu.

Em 2010 eu e minha avó conversamos e chegamos a conclusão que não valia mais a pena continuar com o apto da praia. Imposto alto, condomínio, telefone, luz... e a gente nos últimos 3 anos só tinha ido para lá 3 vezes, ou seja, uma vez por ano. Não rolava mais.

Enquanto isso o apê de São Paulo estava pequeno... apesar de ter passado por uma reforma em 2005, agora a necessidade era outra, montar mais um quarto.

Colocamos o apartamento da praia em várias imobiliárias. 8 meses sem propostas. Até que apareceu uma pessoa. Começamos a correr com a papelada, como a pessoa vai usar uma carta de consórcio para fazer a compra, precisamos de muuuuuuitos documentos. Quando digo muitos, são muitos de verdade... para ter idéia só na documentação gastamos mais de 1500 reais. E isso pq o apartamento estava com tudo em dia... Enfim, foi quase um mês correndo em cartórios, fóruns, prefeitura... até que chegou o dia de ontem.

ONTEM

Fui com minha filha até o litoral para buscar o último documento que faltava ficar pronto. Depois fomos até o apartamento, entrei no meu quarto e, em cima da minha cama, coloquei toda a papelada na ordem certa. Quando terminei isso, fechei a pasta e falei “agora é só levar a documentação”... me bateu o desespero que não tinha batido até então. Eu estava VENDENDO o apartamento que meu avô comprou em 1982 pq eu ia nascer. Agora eu estava VENDENDO. Fiquei parada me questionando se isso estava certo. Fiquei pensando no final da vida do meu avô, ele contando os centavos da aposentadoria p poder manter aquele apartamento. Chorei. Pedi desculpara para o meu avô. Sorri, fiquei triste, chorei, sorri de novo. Fiquei pensando na quantidade de coisas que eu passei naquele lugar... eu ia para lá todo final de semana... passei quase todas as minhas férias da infância lá...

Pulava onda naquela praia
Fazia buraco na areia e usava o papel do ovo de páscoa para forrar e colocar água dentro
Assistia shows da Sorvetinho e da palhaça Ferrinho
Aprendi a nadar
Tomei muito sol na piscina do clube
Fiz muita caminhada na praia
Fiz muitas amizades que duram até hoje
Conheci meu primeiro namorado
Comprei muita coisa na feirinha hippie
Aprendi a andar sozinha na rua
Aprendi a pegar ônibus intermunicipal sozinha
Fui em muitas festas do Mares do Sul
Me apaixonei pelo churros de doce de leite
Descobri que não consigo acertar a bolinha do jogo de tênis
Aprendi a jogar tranca
Dancei muito Trem da Alegria, Xuxa e A Noviça Rebelde
Muitas tardes dormidas no sofá
Comprei muito peixe tapando o nariz com o dedo
Tomei todos os sorvetes que a Kibon lançava a cada verão
Assisti centena de vezes A Lagoa Azul
Fui em shows bons e ruins
Corri atrás do pavão da piscina do clube
Mergulhei bem fundo até colocar a mão no chão da piscina de 2,50m de profundidade
Andei de banana boat
Foi naquele apartamento que em 30/12/2008 eu senti pela primeira vez minha filha mexendo dentro da minha barriga

Era a minha segunda casa.

Você sabe o que é natal?

Para mim, aquele apartamento foi natal na minha vida.

20 de dez de 2010

O mercado imobiliário só pode estar maluco

Muita gente questionou o pq da gente fazer a reforma ao invés de mudar de apartamento. Muitos acham que mudar de apê seria muito mais simples e tal. Ok, na teoria pode ser, mas na prática...

Comprar na planta é mais barato, ok, lá vamos nós olhar aptos na planta. Três dormitórios com cerca de 100 m2... quanto vc acha q custa??? Em Santo Amaro, o consultor falou que tinha uma oferta ótima, apartamento com terraço gourmet, mas os cômodos não muito grandes, na verdade menores que os do apê que moramos. Ele me mandou fotos e tal. Mas vamos ao que interessa... quanto? E ele responde:

- É um ótimo investimento, 535 mil.
- Quanto?
- Mas vc pode parcelar em 15 anos.
- 15 anos?
- Sim, mas é super facilitado, as parcelas giram em torno de 4 mil por mês.
- 4 mil por mês durante 15 anos é facilitado???? Mas isso dá muito mais q 535 mil!
- Ah, mas vc tem q ver que é um investimento e vc nem sai sentir pagando isso.
- Nem vou sentir??? Pagar 4 mil por mês e não sentir???? Isso não existe, sou assalariada, tenho filha p criar... queria uma condição melhor.
- Olha, condição melhor nós temos um apartamento ótimo também que fica no Campo Belo.
- Mas deve ser caro...
- 780 mil
- srrsrsrsrs quando eu digo condição melhor eu to querendo dizer um apartamento MAIS BARATO. Além do mais, eu não tenho esse dinheiro! E acho que nunca vou ter isso tudo!!
- Tenho certeza que fazendo uma forcinha dá sim.
- Forcinha por 15 anos vira escravidão.

Ok, passou e fui embora convencida que aquilo definitivamente não era coisa p mim. Dias depois...

- Alô
- Alô, é a dona Amanda?
- Sim.
- Aqui é o fulano, corretor.
- Oi.
- Queria saber se você já resolveu vir aqui para fechar o negócio.
- Vc acha mesmo que é uma boa oportunidade?
- Com certeza pois (bla bla bla bla bla bla bla...)
- E o senhor compraria?
- Se eu pudesse eu compraria, mas sabe né, a situação agora não tá para peixe.
- Mas se a situação agora não tá para peixe, pq o senhor está me oferencendo tanto? Se não está para peixe para o senhor, tb não está para mim. E vcs falam de mais de MEIO MILHÃO DE REAIS como se estivessem falando de dinheiro para comprar pão. Por favor, nem me liga mais para oferecer. Desisti, não posso, não tenho dinheiro e não quero.
- Mas olha que a oportunidade é boa.

Desliguei.

Entende da onde nasceu o Reforma no Apê?

Se a notícia é boa, temos que ajudar a espalhar

Governo prorroga isenção de IPI para material de construção até dezembro de 2011. A desoneração venceria em 31 de dezembro deste ano, mas foi renovada até o fim de 2011.

Adotada em abril de 2009 para ajudar o país a enfrentar a crise que abalou as economias ao redor do mundo, a desoneração alcança 45 itens da chamada cesta básica da construção.

17 de dez de 2010

O apê ganhou mais presente de natal!!

Acho que o pessoal aqui já sabe a história do nosso assento sanitário, né? A gente ganhou de uma amiga minha... e estamos usando já tem uns 2 anos.

Outro dia minha irmã foi com o namorado comprar um anel na Sobral Design e descobriu que nosso assento era daquela loja. Achei ótima a descoberta pq eu estava pensando em trocar a parte de metal para ficar tudo novinho depois da reforma. Liguei na loja para saber se eles vendem essas ferragens e qual o preço. Para minha surpresa falaram para eu levar a peça até lá que eles mandariam para a fábrica (no Rio de Janeiro) para colocar ferragens novas e fazer o polimento. Achei tão simpatico a marca fazer isso que quis postar aqui. É uma forma de cuidar do cliente, de mantê-lo. Muito bacana.




Hoje levei o assento lá e daqui 1 mês vou buscar. Tomara que dê tudo certo. O nosso é o com número 1 na foto acima.

Chegando lá me deparei com a loja toda com desconto de 20% (quem quiser aproveitar, é só essa semana), eu tava achando que não ia levar nada, até chegar ao fundo da loja, onde achei essas três peçinhas aqui:




São descansos de mesa, apesar da vendedora ter falado que muita gente usa como enfeite pendurando na parede. Mas acho que para usar assim tinha que ser em uma casa de praia... o que não é o caso. Vamos usar na mesa mesmo.




O peixe é todo articulado, mexe inteirinho.




Amei as estrelas, e o legal é que quando não estão em uso podem ser encaixadas e ficam como escultura.



O designer realmente criou coisas que me agradaram bastante. E o legal é que são peças únicas e feitas à mão. As peças são de resina de poliéster, ou seja, podem quebrar... esse é o único problema que vi até agora.



A marca começou com a influência hippie que o carioca Sobral teve na década de 60. Tempos depois ele viu uns argentinos trabalhando com resina de poliéster e ficou encantado, pesquisou sobre o material e começou a produzir. Ele mesmo conta que já faliu várias vezes, e uma das principais crises que passou foi quando, no início da década de 90, os produtos chineses surgiram no mercado com preços baixíssimos.

Hoje Sobral trabalha a marca na Inglaterra, Alemanha, Suíça, Austrália, Nova Zelândia e em outros países, através de uma rede de distribuidores exclusivos. Tem dez lojas no Brasil, três na França, uma na Alemanha e está para inaugurar a maior loja de todas, que será nos Estados Unidos.

http://www.sobraldesign.com.br/ / @sobraldesign

15 de dez de 2010

Não resisti e vim mostrar!

Lembra toda a história que contei da árvore de natal do apê? Então, como esse ano optamos por ficar com a árvore pequena por causa da nenê, não montei nem metade das coisas de natal que temos aqui. Mas andei olhando as lojas de natal e fiquei encanta com as saias de árvores que tem por ai... uma mais linda que a outra... uma mais cara que a outra. Eles pedem de 200 a 300 reais em uma saia para a árvore de natal, não dá né? Uma coisa que a gente só usa um mês por ano, não pode ser tão cara assim.

Quando eu já estava desistindo de comprar achei uma saia que amei na JCPenney por 30 dólares (cerca de 54 reais). Não resisti e comprei pela internet... a parte boa é que, além de ser barata, eles entregam no Brasil!!

Ontem quando cheguei em casa, depois de um dia de muuuuuuuuita coisa para fazer, encontrei a caixa da JCPenney aqui!

Dá uma olhada, a saia é linda e grande, mas só vamos usar no ano que vem, quando o apê tiver reformado e a árvore oficial voltar a ser a grandona!! Por enquanto, caixa nela!


10 de dez de 2010

Bacia sanitária

Alguém tem alguma informação sobre bacia sanitária com saída horizontal?

O que acontece é o seguinte... para a gente mudar o lugar da bacia do banheiro teriamos que fazer isso pelo teto do vizinho do andar de baixo... coisa que eu não queria. Acho chato pra caramba ter que quebrar o teto dele. Então andei pesquisando e descobri que não existem apenas as bacias que o esgoto vai para a tubulação pelo chão (a normal)!! Existe uma opção que ela sai na horizontal, ou seja, pela parede! Direto para a coluna de esgoto do prédio. Aparentemente isso deve ser a solução do meu problema, mas como tudo que é demais a gente desconfia, tô achando que deve tem alguma coisa a mais... Será? Conhece alguma coisa sobre isso?

Mas seria perfeito o esgoto poder sair pela parede e não precisar fazer isso pelo teto do vizinho de baixo!


E essa aqui é a bacia com saída horizontal (será a solução?):



Essa aqui é a bacia com saida convencional, pelo chão:

8 de dez de 2010

Planta nova, fresquinha!

- Como assim, mais uma planta?

- É, ué.

- Mas vocês não cansam de fazer plantas toda hora?

- Ah, na verdade estamos buscando a planta perfeita.

- Mas desde quando vocês entendem disso??

- Não entendemos. Peguei a planta original do apê e comecei a ter ideias. Depois disso o arquiteto Ricardo Petrenko deu uma profissionalizada na coisa. A melhor planta até agora é a dele, lógico, né? rs

- Mas se a dele é a melhor pq vcs estão dando mais uma sugestão?

- Nós pegamos a super planta dele e tivemos algumas ideias em cima. Por exemplo, mudamos o lado do banheiro em q vão ficar as louças´, pq se tiver problema de vazamento não molha o armário do vizinho de baixo, e também o Marcelo e a Viviane, nossos vizinhos, fizeram um armário grandão no quarto deles e nós amamos!

- Armário grande é a melhor coisa, principalmente p qm mora em apartamento.

- É. E nós também pensamos em uma bancadinha na sala para o computador e um armário do outro lado da sala. Mas essas mudanças da sala o Ricardo ainda vai olhar direitinho pq ele falou que desconfigurou um pouco o ambiente.

- Tá vendo só como vocês se metem a fazer coisas que não sabem? Já cagalharam na planta que o arquiteto tinha feito! rsrsrs

- Ah, mas sabe como é né... jornalista é um grande entendedor de generalidades, se mete em tudo e não é especialista em coisa nenhuma! rsrsrs E eu e o Fabinho somos um casal de jornalistas, né? rsrs Não podemos fugir a regra! rsrsrs

- Exatamente!


Planta nova com as mudanças:





Planta original:



3 de dez de 2010

Dizem que propaganda é a alma do negócio


Bom, já que falam tanto que devemos fazer propaganda... vamos lá!

Sabe o apartamento que está a venda lá em São Vicente? Pois então, conhece alguém que possa se interessar? Está interessado? Sabe onde pode ter algum interessado? Não conhece ninguém mas achou engraçado esse método?

Enfim, seguem as fotos... e qualquer coisa é só deixar um comentário aqui com o e-mail ou telefone para contato!












26 de nov de 2010

Árvore Animada!!

Já que no post anterior eu escrevi sobre a árvore de natal do apê, nada mais justo do que colocar umas fotinhos!








24 de nov de 2010

Janela

Moramos entre duas avenidas bem movimentadas, por isso instalamos uma janela anti ruído em nosso quarto. Considerada uma das melhores compras que fizemos para o apê. Ela é branquinha e bonitinha, vai por cima da janela original daqui. E agora com a reforma uma das coisas que eu queria dar um jeito é nas janelas. Colocar anti ruído em todas seria ótimo para nossos ouvidos. Quase toda noite quando estamos na sala assistindo TV precisamos fechar a janela p ouvir direito a programação. DUREZA! Colocar anti ruído em tudo seria um sonho, mas economicamente inviável. Reformar as nossas atuais janelas de alumínio velho trocando as partes que vedam tb ajudaria a reduzir os ruídos. Mas essas janelas daqui estão tão feias...
Com essa história de não poder mexer na fachada do prédio eu pensei q jamais poderia trocar a janela. ME ENGANEI.

Sabe como criança pequena é xereta, né? Estão conhecendo o mundo! Essa semana meu vizinho estava com a porta de serviço aberta e minha filha saiu correndo p olhar dentro do apê dele. Eu corri p evitar que a pequena entrasse no apartamento dele. Corri, cheguei na porta e segurei minha filhota pela mãozinha.... quando levantei a cabeça dei de cara com uma das melhores imagens da semana: A janela da área de serviço do vizinho. Branquinha e linda! Foi assim que descobri que posso sim trocar aquele cacareco de alumínio velho e feio por uma janela bonitinha, a única coisa é que precisa ser do mesmo padrão das usadas no prédio. Eu achava que esse tal de “padrão” incluía aquela “linda” cor “alumínio velho”, MAS NÃO!! O padrão é o formato. Adorei.

Por desencargo eu fui até a rua olha a janela do vizinho lá de baixo para ter certeza que não daria diferença e alterasse a fachada. E, para a minha felicidade, lá de baixo nem dá p ver que a janela não é a original! Nunca me imaginei feliz por pensar em uma janela nova! rsrsrsrs

8 de nov de 2010

Árvore de Natal

Tá chegando o natal, e eu adoro a data. Quando era criança eu gostava pq tinha a magia do Papai Noel, depois eu gostava pq era um momento legal que reunião a nossa família e agora voltei a amar a data por causa da minha filha. Quero um natal bem mágico para ela.

No ano passado me empolguei com o primeiro natal da Maria Eduarda e comprei uma árvore de 2,10 m. Só não pensei que esse ano não conseguiria usar a mesma árvore pq a nenê tá em uma fase de mexer em tuuuuuudo. A árvore não duraria nem meia hora.

A idéia era que o apartamento já estivesse reformado... maaaaaaaas, a reforma nem começou! Rá! (isso foi uma risada nervosa). Sendo assim o nosso apê tá a maior bagunça do mundo. Um lugar onde viviam 2 pessoas hoje vivem 4 e sem fazer uma reorganização. Preciso urgente dessa reforma... mas voltando a árvore de natal, pensei em comprar uma de pendurar no teto que vi outro dia no Morumbi Shopping, mas era uma fortuna e eu fiquei achando que parecia um daqueles suportes de samambaia com corrente de ferrinho... não, não ia rolar. Ai me bateu uma revolta e eu fui na Loja Americana e comprei uma pequena de 40 "reau" para colocar em cima do móvel da sala. É o jeito. Mas ai fiquei com peso na consciência e peguei uns bonequinhos da Disney que a nenê ganhou da prima Dani e comprei mais alguns, assim vou fazer uma árvore Disney para ela. Foi o melhor que eu consegui pensar para um apê que precisa de uma repaginada e que tem uma menina que adoraria usar todas as minhas bolinhas de natal para fazer gol na sala com o papai...

Por sinal, aceito sugestões!!


26 de out de 2010

Marido de aluguel

Você já ouviu falar no Marido de Aluguel? Eu não to alugando o Fabinho. É um cara chamado Valdir Peres, e que é especialista em serviços residenciais. Entupiu a pia? Queimou a lâmpada? Desabou o varal? Tudo isso ele arruma.

Bom, o serviço não é tão novidade assim, já apareceu bastante na mídia, mas o que eu gostei é que descobri que existem vários vídeos dele explicando como fazer determinados reparos do dia a dia.

Vou colocar alguns aqui, afinal pode ser útil para muita gente. Eu pelo menos gostei de aprender a desentupir a pia... espero não precisar fazer, mas pelo menos descobri como é. rs


Como desentupir a pia




Novo padrão de tomada



Conserto de torneira pingando (@FChiorino, por favor, assista esse)

21 de out de 2010

Dificuldade

Mas a reforma nem começou e eu já estou falando em dificuldade? É exatamente essa a dificuldade: começar a reforma. Cada dia que passa notamos mais que o apartamento está "pequeno demais para nós quatro". Precisamos urgentemente começar a reforma, mas, para isso, a primeira coisa que precisamos fazer é vender o apartamento da praia. De novo essa história? Sim, de novo.

O tempo passa, a nenê cresce, os brinquedos parecem se multiplicar a cada minuto e o armário embutido que era só meu hoje é dividido com o Fabinho e a nenê. Já viu mulher que perde espaço no armário ficar feliz? É impossível, mas aceito e vou levando, afinal não tem outro jeito.

O Ricardo Petrenko já fez um projeto super legal para a reforma, já escolhemos mais ou menos as coisas que queremos fazer e como será nossa vida durante o período de quebra e arruma. E ai vem a sensação de mãos atada. É como ter uma caixa de bombons na mão, mas só ficar olhando e convivendo com aquela caixa... sem poder comer. E é por esse motivo que nos últimos dias a gente tem postado menos. Estamos ficando chateados, incomodados, irritados... com essa demora.

16 de out de 2010

Retrato de uma época dentro de um frasco

Hoje eu li uma matéria na MSC Club Magazine que me inspirou a falar sobre o assunto. Eles contam sobre a utilização da fragrância "Med by MSC" nos navios MSC Splendida e MSC Magnifica, de forma pioneira na indùstria de cruzeiros.




Sabe aquele cheirinho que te lembra alguma coisa boa? Eu tenho algumas recordações olfativas que adoro: tem um shampoo que para mim tem cheiro de férias em Salvador com a minha prima Candice, onde passei muitos janeiros da minha vida. Tem também aquele perfume Samsara, que é o cheiro da Marilene, amiga de infância da minha mãe - ela usava durante a minha infância. O perfume Glamour me lembra a jornalista Adriana Blak, que usava esse perfume nas manhãs que trabalhamos juntas. Tem também o cheiro de pós banho do meu pai quando eu era pequena, English Lavender Atkinsons. E enquanto 99% das pessoas não gostam do cheirinho do Hipoglós, eu adoro! Super cheiro de infância, de cuidado! E o sundown para mim é cheiro de praia!

Acabei de perguntar para o Fabinho se tem algum cheiro que faz ele lembrar de algo. Ele falou do cheiro de elevador de praia, que tem cheiro de férias. E a gente lembrou também que esses dias ele cheirou o amoxil que a nenê tá tomando e exclamou: "que cheiro de infância!" rsrsrs.

Me lembro também que na época que eu fiz assessoria para o Royal Palm Plaza eles estavam com uma fragrância nova e todo o resort tinha aquele cheirinho. Os ambientes exalavam de modo suave aquele perfume, além dos amenities, roupa de cama... Outro dia eu peguei um sabonete deles aqui em casa e automaticamente me veio aquela sensação do resort (quem nunca levou o sabonetinho do hotel para casa que atire a primeira exclamação).

A matéria da MSC Club Magazine cita o escritor russo Vladimir Nabokov: "Nada revive tão bem o passado como o cheiro que um dia foi associado a ele". Perfeito, não?

E pensando em tudo isso eu acho que depois da reforma tenho que tratar com carinho a escolha da fragrância de um difusor de ambiente. Tem que ter a presença quase que imperceptível, sutil, mas marcante. Vi que a L'Occitane tem algumas opções. Dá próxima vez que eu for no shopping vou dar uma cheiradinha por lá.

Agora queria saber de você, que cheiro te lembra alguma coisa? Todo mundo tem esse tipo de lembranças... conta a sua para a gente!

7 de out de 2010

ENTRE ZERO PAREDES

Imagine só pegar um apartamento antigo, derrubar todas as paredes e transformá-lo em um loft. Foi o que fez um jovem profissional liberal, em São Paulo, inspirado nos lofts que encontrou durante sua passagem por Nova York.

O primeiro desafio foi localizar o apartamento certo, com uma estrutura que permitisse, em um só ambiente, espaços flexíveis e funcionais. No bairro de Higienópolis, descobriram um prédio de 1947 e decidiram colocar a baixo um apartamento de 191 m² e com pé-direito de 3,10 m.


As obras levaram cinco meses. Todas as paredes foram derrubadas e as vigas, mantidas nuas, em cimento cru. Entre as inovações está uma enorme caixa de vidro que divide a sala e a área do banho e tem, de um lado, prateleiras de aço e, do outro, o guarda-roupa. Em todo o apartamento, há apenas duas divisórias fixas, feitas de vidro leitoso e dotadas de um sistema de iluminação que, à noite, as transforma em grandes luminárias.

Para viver sem paredes, o escritório de arquitetura responsável pelo projeto ainda recomenda móveis multifuncionais que possam ser arrastados para criar novos ambientes e a instalação de um exaustor industrial para que os aromas da cozinha não invadam todo o lar.

Clique aqui para ler a matéria completa e ver a planta baixa do apartamento

5 de out de 2010

Na poltrona

A gente andou pesquisando umas poltronas legais que poderiam servir para o apê, mas achamos tantas coisas diferentes que resolvi colocar no blog.

Essa primeira toda forrada de ursinhos de pelúcia é dos irmãos Campana. Linda para quarto de criança... mas e o pó? Uma das sugestões que a tia Rose deu (nossa design de interiores preferida rs) foi a dos bichinhos serem presos com velcro, assim dá para tirar e lavar... dá para as crianças brincarem com eles, colocar em outras posições para não enjoar... enfim.




E essa outra aqui? Batizei de "macarrão da nona". Não preciso explicar, certo?



Outra diferentona que nós vimos foi essa aqui no estilo piscina de bolinhas. Fala sério, não da impressão que quando a gente sentar as bolinhas vão desmontar e vc vai cair no chão? rsrs




Tem essa outra aqui feita de canudos! rsrsrs Sempre que vou comer pastel na feira, coxinha de lanchonete e etc, pego o canudinho e fico olhando dentro... vc nunca fez isso???? SEMPRE tem sujeira lá dentro! Imagina uma cadeira dessa aqui no apê, não ia dar certo... posso imaginar minha neura limpando todos os canudinhos pelo menos uma vez por semana....



Essa aqui eu achei que parece um funil... pensei em explicar exatamente o que imaginei, mas acho melhor parar por aqui rs.


29 de set de 2010

Fechaduras frescurizadas

Todo o conteúdo desse post foi descaradamente baseado no Frescureze-se da Marianna Alcorta e Marjori Schroeder. O espaço é destinado as “frescurices” e tem coisas muito interessantes. Sério. Mesmo.

Vamos ao assunto: E tradicional empresa Papaiz criou uma linha super inovadora, a Collezione – by Adriana Barra. A artista criou estampas que dão um charme para as peças. Os trabalhos de Adriana Barra são reconhecidos pelo uso das cores e estampas floridas, assim como ficaram as fechaduras e cadeados.


São três linhas de produtos: Maçanetas Massima, Cadeados Fashion e Cadeados Segredos Fashion. Primeira coisa que eu pensei foi se a estampa não desbota ou descasca com o uso prolongado... mas pensando bem, acho que não, né? A marca é super conhecida e não faria algo com “prazo de validade”. Pelo menos é o que eu espero.


Existem duas versões de cadeados, com chave ou com segredo. E as estampas podem ser uma boa para ajudar na identificação da mala na esteira do aeroporto ou no terminal do porto, pode ser bacana também para o armário da academia... enfim, onde usar não falta!

Quis dividir essa informação com vocês pq achei super diferente. Ah sim, e frescurizada!! rsrsrsrs

Onde encontrar? Aqui oh:

www.adrianabarra.com.br
www.micasa.com.br

27 de set de 2010

Kitchen Room

Uma das grandes mudanças estruturais que planejamos com a reforma é abrir a cozinha e integrá-la com a sala de estar. Quando você amplia esses espaços dentro de um apartamento, naturalmente cria um tom mais informal dos ambientes. A ideia é que sejam locais de passagem de quem mora e visita o lar, não se prendendo às divisões tradicionais.


O portal Casa Claudia traz uma galeria de fotos de oito projetos que seguem esse conceito e transformam a cozinha em um confortável ponto de encontro.

Para ler a matéria completa, clique aqui

24 de set de 2010

Castelinho da rua Apa


Fiquei sabendo que vão restaurar o castelinho da Rua Apa. O projeto é do arquiteto Paulo Bastos junto com o Clube de Mães do Brasil (entidade que atualmente cuida do local).

Lembro que quando eu era pequena sempre que passava pelo Minhocão pediu para a minha avó me mostrar o castelinho. Eu achava lindo, pensava que lá devia ter morado alguma princesa rsrs coisa de criança! Depois de grande que fiquei sabendo a real história daquele lugar. Você sabe do que eu tô falando?

Parece que o local foi construído em 1912 na esquina da rua Apa com a São João. Foi o palácio de uma rica e tradicional família da cidade que trouxe a planta de um castelinho da França para construir a casa aqui em São Paulo. Depois de alguns anos o lugar foi cenário de um crime chocante que até hoje não esclarecido.

Lá morava a mãe (recém viúva) e dois filhos, família milionária e dona do Cine Broadway. Em maio de 1931 os corpos dos três moradores foram encontrados dentro do imóvel, baleados a tiros. O caso rendeu manchetes durante vários dias nos jornais. Segundo a polícia, um dos filhos tinha a idéia de transformar o Cine Broadway em ringue de patinação. O irmão era contra e isso gerou uma grande briga na família, onde um dos irmãos teria sacado a arma e disparado contra o outro. A mãe teria entrado no meio. Final das contas: os 3 mortos. Mas muita gente duvida dessa versão. A polícia nunca descobriu qual dos irmãos seria o assassino. A população nunca se convenceu da história da policia.

O castelinho já faz parte de contos de lendas urbanas de São Paulo, com pessoas que dizem ouvir e ver coisas no local. Outras dizem passar mal ao entrar no local. Desde o crime, dizem que ninguém consegue morar mais ali.

Hoje, o castelinho é propriedade da União, pois não sobrou herdeiro direto dos proprietários, mas encontra-se ocupado pela Associação de Mães do Brasil, que agora conta com a ajuda do arquiteto para reformar o local. Justo. Muito bacana. Palmas!

23 de set de 2010

REFORMAR OU RENOVAR?

Quem não quer enfrentar uma grande reforma pode investir em soluções criativas para mudar o visual e o espírito da casa. O jornal MTV na Rua de hoje trouxe ótimas dicas, como adesivar e pintar paredes ou ir atrás de objetos simples que dão um toque de sofisticação. A matéria traz ainda uma entrevista com o designer de ambientes Fábio Galeazzo, autor do livro “Pequenas Mudanças, Grandes Transformações” e que aposta no azul e amarelo como cores em alta.


Adesivo de parede da I-Stick sai por R$ 169


Abaixo as dicas dos profissionais consultados pelo MTV na Rua:

1. Para não errar, use cores da mesma família para fazer as composições
2. Misturar estampas, como xadrez, bolinhas e flores, pode dar um efeito interessante entre cortina, almofadas e tapetes
3. Antes de fazer qualquer compra, veja primeiro o que você tem em casa. Reaproveitar peças antigas, dando-lhes um toque moderno, está em alta
4. Uma bandeja antiga pode virar o suporte de um espelho
5. Abuse dos adesivos de parede. Eles dão charme à casa e são fáceis de trocar

Clque aqui para ler a matéria completa