26 de jul de 2010

Grandes amigas

Tenho grandes amigas de velha data, a Pri e a Cris. A gente se conheceu no jardim de infância quando tínhamos entre 4 e 5 anos.

A Pri sempre foi mais tímida com os desconhecidos, mas grande amiga. Estudamos juntas até a 8ª série, e depois voltamos a frequentar a mesma sala de aula durante o cursinho. Temos muitas histórias para contar, viagens para Floripa, Salvador... É uma daquelas amigas que com o passar do tempo a amizade só cresce.

Já com a Cris eu estudei só até a 2ª série, tempo suficiente para a gente aprontar muito. Na 1ª série quase enlouquecemos nossas mães quando fugimos do colégio. Depois ela mudou de colégio, morou fora do país, voltou e acabou indo fazer faculdade em Campinas. Crescemos, passamos carnavais em Salvador... e agora ela vai voltar a morar em São Paulo. O que importa é que a amizade sempre foi grande.

Elas são as tias da Maria Eduarda.

Mas pq eu estou contando isso em um blog que deveria falar de reforma? Vamos lá, contei para explicar que presentes de casamento assim você só ganha de alguém que realmente te conhece ha muito tempo e que é amiga de verdade. Quando eu e o Fabio fomos morar juntos nós fizemos um almoço para a família, e como amigas desse tipo são como irmãs que a gente escolhe, elas foram convidadas. A Cris levou um presente diferenciado e um dos mais usados no nosso dia a dia, digamos assim.

Esta não sai com a reforma.

2 comentários:

Rose disse...

Gente que luxo! Não tem que sair mesmo!

Anônimo disse...

A gente merecia uma matéria na Caras só por causa da tampa!
Fabio Chiorino