2 de ago de 2010

A MESA DO COMPUTADOR

É fato. Todas as mudanças no apartamento implicarão em ganho de espaço. Sendo assim, ontem recebi uma notícia não lá muito agradável. A Amanda me avisou que vamos “pedalar” o móvel (foto mais abaixo) que serve de apoio para o computador. Isso porque a futura sala será mais ampla e vamos migrar o laptop para o nosso quarto, no lugar onde hoje fica o berço da Maria Eduarda.

Faz todo sentido. Mas é que o anúncio me impactou de uma forma sentimental. A Amanda estava grávida e seus humores variavam conforme sua respiração. Aí compramos a mesa na Tok Stok, mas, para economizar, decidimos montá-la em casa, deixando de pagar a taxa extra. A decisão foi nossa, mas eu assumi toda a operação.

Como já disse nesse blog, minha habilidade com tarefas manuais é bisonha. Mas, munido de chaves de fenda e parafusos, consegui montar toda a estrutura. Sim, foram quase 3 horas de suor e escoriações, mas foi uma grande vitória. Sempre que olho para ela, é como um troféu exposto. E o mais importante: está de pé até hoje.

Paciência. Depois arranjo outra coisa para recuperar o atributo “macho-rústico”. Desde que tenha manual de instruções, obviamente...


2 comentários:

Gonzalez disse...

Fá, esse seu texto me fez lembrar a primavera de 78 que passei no Tibet na qual aprendi um provérbio chinês que cai como uma luva - "Cem homens podem formar um acampamento, mas é preciso uma mulher para se fazer um lar."

Bonito isso, não?

Amanda B Ansaldo disse...

Mas vc nao montou sozinho... Tarsila, tia Carmen ajudaram e eu fiquei dando palpite...