14 de set de 2010

2 NO MESMO QUARTO

Eu e a Amanda pensamos em ter um segundo filho. E isso me faz lembrar que a divisão de quartos é sempre um dos temas mais polêmicos dentro de um lar.

Quando eu ainda morava na Mooca, a conta era simples. Minha irmã num quarto só pra ela e para os ursinhos de pelúcia que ela dava aula e outro para os gêmeos. Sim, pra quem ainda não sabe, tenho um irmão gêmeo. Mas quis a genética que só tivéssemos igual o sobrenome.

E irmãos que dividem o quarto passam pelos momentos clássicos. Beliche, bicama, briga pelo lado mais legal do quarto (sim, ele existe), Olimpíadas de Verão e Inverno dentro do dormitório, madrugadas a dentro de videogame e a felicidade quando o pai instala TV a cabo e um mundo incrivelmente novo (leia-se Sexytime) se abre para dois pré-adolescentes

Eu e meu irmão tivemos, obviamente, os arranca-rabos (ainda tem hífen?). A ciência nos jogava na cara que dois corpos não poderiam mesmo ocupar o mesmo espaço. Mas a cumplicidade que se cria é algo que supera qualquer disputa de território.

Afinal, a gente jogava papel higiênico pela janela e comemorava como se fosse final de Copa do Mundo. E ainda tínhamos um ritual de boa noite. Algo bobo, se analisar agora. Mas fundamental, quando penso na amizade que nutrimos até hoje. Era uma mistureba de um game que jogávamos à época. Vou escrever como lembro do som, algo mais ou menos assim:

(Flavio): With paick
(Fabio): Rojão
(Flavio): With paick
(Fabio): Rojão
(Flavio): With paick
(Fabio): Rojão
(Flavio): Te amo te amo te amo
(Fabio): Eu também

Tudo isso pra dizer que a minha irmã Fernanda, que hoje tem duas lindas meninas, está em dúvida se junta a Júlia e a Clara no mesmo quarto. Sei que seria mais complexo por conta da diferença de idade entre elas (5 anos). Quem sabe mais pra frente, depois que elas inventarem um novo ritual...

6 comentários:

Rose disse...

Aproveita a reforma no apê e inclui no projeto espaço pra mais um.rsrs
Beijos

@fechiorino disse...

O Pai já me fez desistir da ideia de juntar as meninas.
Ele foi tão categórico que isso não daria certo, principalmente pelo fato das duas terem personalidades tão diferentes, que eu fiquei pensando que a conta do pisicólogo sairia mais cara do que a reforma...
Quanto ao fato de eu dar aulas para meus bichos de pelúcia, tenho o maior orgulho, afinal hj eles poderiam se candidatar no mínimo ao cargo de deputado federal...

Cléo disse...

O melhor de tudo é ter história p/ contar!

guilhermo benitez disse...

E viva os rituais de boa noite

Andréa Cordeiro - Paraná! disse...

Olha, Fabinho, vc tem um gêmeo e eu que dividi por aaaaanos, um quarto entre 4! e 4 meninas! já pensou no estrago? E por eqto, só eu fiz terapia e nem foi por isso não! foi por outras questões...rsrs.

Sou super a favor da divisão de quartos por vários motivos, ainda mais quando são de personalidades diferentes. Lembre-se, no nosso quarto eram quatro!

- Aprender a...
dividir, somar, subtrair, multiplicar, respeitar, entender que vc não gosta de backstreet boys ou KLB, mas suas irmãs gostam. Imposição de vontades (eu sou a mais velha. rs) e às vezes ter que administrar um motim. (Olha o gerenciamento de crise aí).
enfim, são tantos aprendizados. E tô aqui hoje, pra contar muita história, vivinha da silva!
bjos

viviane disse...

Essa coisa de dividir o quarto já me deixou sem dormir qdo engravidei...
Mas tenho uma filha de cabeça aberta e bom coração, que, aos 15, não está se importando de dividir seu quarto com a pequena irmã que vai chegar!