24 de fev de 2011

A palhaçaca da entrega de material

Compramos o material básico em uma grande loja de construção que fica em frente ao Morumbi Shopping. Não vou colocar o nome da empresa p não fazer propaganda, afinal, “falem bem ou falem mal, mas falem de mim”.

Fomos comprar tijolos, areia e cimento e recebemos um prazo de entrega de 5 dias úteis. É bastante... principalmente por ser uma loja grande que podia ter estrutura de entrega melhor. Mas tudo bem. No cadastro coloquei que moro em prédio e que o material deveria ser colocado perto dos elevadores. Até ai normal, isso é comum.

O que não é comum é que depois de 5 dias eles aparecem para fazer a entrega com um big caminhão que não entra em nenhuma garagem subterrânea. Como o caminhão não desce os entregadores queriam deixar o material sabe onde???? NA CALÇADA! Gente, não sei se eu que sou muito doida, mas 300 tijolos, 200 sacos de areia e 10 sacos de cimento NA CALÇADA??? E como eu levo isso para cima? Nas costas?????

Bom, quem recebeu os entregadores foi o Edimar, nosso empreiteiro. Ele pediu para os entregadores virem outro dia com um caminhão menor, ou uma caminhonete, como sempre fazem no condomínio, para poder entregar o material lá dentro.

Ok... depois de mais 3 dias sem os caras voltarem eu resolvi ir até a loja e fiquei completamente pasma, sem reação, embasbacada com c falta respeito com o ser humano... quando eles me falaram simplesmente que meu pedido tinha sido cancelado e me perguntaram se eu queria o dinheiro de volta! COMO ASSIM??? Primeiro, cancelaram e nem p me ligar p avisar? Segundo, SE EU QUERO O DINHEIRO DE VOLTA? Dá vontade de responder que minha horta de dinheiro lá em casa tá carregada demais, que to precisando me livrar do excesso... to até pensando em colocar nas caçambas de entulho.

Resultado, tive que ir na loja de material de bairro que faz entrega NO MESMO DIA e refiz a compra. O único problema é que acabei pagando mais caro né, afinal lojas grandes tem preços melhores... Essa confusão custou cerca de 40% a mais no mesmo material.

E a gente começa a entender pq reformas sempre estouram no orçamento!!
Ah, e o valor lá da loja “Telhado do Sul” eles me deram um vale para eu gastar em no máximo 30 dias.

Me ilumina, gente!! Me ilumina!!! AAAAiiiii!!

7 comentários:

Rose Tambasco disse...

É Amanda e Fabinho...é por esse tipo de coisa que as reformas deixam muita gente louca. Ontem por exemplo fui a procura de um pouco de cimento cola para colar dois ladrilhos na parede.Fiquei besta ao saber que se eu quizesse teria que comprar um saco de 20 quilos pq não existe saquinho de 1 quilo. Agora eu pergunto...que faço com 19 quilos e meio depois...troco todos os ladrilhos da cozinha?

Cléo disse...

Não ter aborrecimento em reforma é praticamente impossível, parece que é de praxe. Na medida do possível tentem manter a calma e vão arrumando outras saídas, como essa que vcs fizeram de comprar o material em outra loja. Espero que não apareça mais nenhum contra tempo. Bjs

Raphael Gonzalez disse...

Durante uma obra essas lojas de bairro salvam a pele, apesar de caras a entrega não está sujeita a um pedido mínimo. É sempre bom deixar o telefone com o empreiteiro, caso ele precise de algo, rapidamente terá.

bj e boa sorte!

Sonia disse...

Isso, infelizmente, é normal numa reforma, é praticamente impossível não ter contratempos, aborrecimentos e descobrir, fora a burrice, o pouco caso de certas pessoas. Tentem manter a calma e fico aqui torcendo pra que não surja mais nenhum empecilho.

Anônimo disse...

Amanda, eu tb tive sérios problemas com essa "lojinha" em frente ao Morumbi Shopping. E fui pessimamente atendida pelo pós vendas (Naquela salinha que fica ao lado da loja). Ao ponto de pedir para chamarem o gerente pq eu estava prestes a perder minha paciência com a tal senhora que me atendeu (uma loira, aparentando uns 40 anos, que acho que chamava Alexandra).
Aqui na Zona Sul de Sampa, a única que não me deu problema foi aquela do lado da Etna, em frente ao prédio da Globo. Sempre que eu precisei de comprar algo (e meus pedreiros eram mestres em fazer conta errada de material), conseguia lá para pronta entrega ou, no máximo, em 3 dias.
Aquela outra que tem na Marginal, perto do Panamby (o nome começa com L e termina com Y), nunca usei, pq nas minhas pesquisas de preço sempre ficava acima da média. Então não posso opinar.
Boa sorte para vcs dois!
E fica calma, em breve vc vai estar comprando flores para decorar e vai lembrar de tudo isso rindo :)
Beijos
Camila

Cê Vilanova disse...

Acho realmente que não existe uma pessoa envolvida com obra que não passe por coisas deste tipo, infelizmente...
Sempre fomos melhor atendidos nas pequenas lojas, acho que eles valorizam mais a relação com o consumidor, mas é claro que o preço das maiores geralmente são bem melhores, mas tem coisa que dinheiro não paga nao é?!
e acho que vc não deveria ter aceito um vale, afinal quem cancelou o pedido foram eles e não você. Agora vc será obrigada a fazer negócios com eles novamente... boa sorte!
bjs

viviane disse...

Tô passada...PASSADA.